Preços do E-commerce sofrem nova queda, segundo pesquisa

Preços do E-commerce sofrem nova queda, segundo pesquisa

O comércio eletrônico continua a apresentar um bom crescimento. A atual redução de demanda e queda nas vendas de lojas físicas, parecem não atrapalhar o aumento nos números do e-commerce, mas influenciaram de algum modo a redução dos preços dos produtos vendidos via e-commerce no Brasil.

Preços dos produtos no E-commerce

Segundo o índice e-Flation, criado pelo Provar/FIA em parceria com Felisoni Consultores e Íconna Monitoramento, após o aumento de 0,69% nos preços do e-commerce no mês de junho, o segmento apresentou queda de 0,55% nos preços do mês de julho. O gráfico abaixo, mostra o desempenho mensal dos preços do e-commerce:

desempenho mensal dos preços do e-commerce

O presidente do conselho do Provar/FIA, Cláudio Felisoni de Angelo, apontou a manutenção da taxa Selic em 11% ao ano, após diversas elevações, como a principal responsável nas alterações de preços e demanda.

Além disso, ele destacou que vendas no e-commerce representam cerca de 6% no total do varejo, participação pequena responsável pelo crescimento três vezes maior que o de lojas físicas.

Categorias de Produtos com alterações nos Preços do E-commerce

Entre as categorias de produtos que sofreram maior queda em seus preços, vale destacar a redução de CD’s e DVD’s em 9,48%, Perfumes e Cosméticos em 5,6% e Livros em 3,28%. Em situação contrária, destacam-se os crescimentos na categoria de Informática em 7,96% e Eletrônicos em 3,15%. Abaixo, você pode conferir o desempenho dos preços das principais categorias do e-commerce:

Categorias de Produtos com alterações nos Preços do E-commerce

Gisele Paula, diretora de Relacionamento B2B do Reclame Aqui, informa que o e-consumidor deve ficar atento às promoções de lojas virtuais, já que é muito comum elas aumentarem os preços, para depois os reduzirem em promoções.

Envie um Comentário

YOUR CAPTCHA HERE